Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017 | você está em »principal»Blogs»Filhos Brilhantes
Publicado em 26/05/2017 às 09h55
Aos mestres com carinho


BENEDITO VELOSO

Tudo indica que agora é o momento certo para acharmos o caminho que leve à solução dessa prioridade nacional: a educação de qualidade.  A opinião é de Marcelo do Nascimento, que hoje ocupa o cargo de mediador de conflitos na Secretaria de Educação de Jacareí. Pedagogo e dramaturgo, esse Filho Brilhante reúne qualificação e inconformismo, atributos da escola e do teatro, para formação das novas gerações.

Marcelo iniciou a carreira de professor em Mogi das Cruzes em 1995. De temperamento irrequieto, logo organizou um festival intermunicipal de teatro, escreveu três peças teatrais, um roteiro para cinema, um romance (“Flores de Maio”), além de crônicas, duas das quais premiadas pela Academia Jacarehyense de Letras.

Em 2005, entrou por concurso na rede municipal de Jacareí como orientador pedagógico, o que lhe ampliou a visão das necessidades da área.  Foi vice-diretor, depois diretor da escola Professora Delly Gaspar, no São Benedito, onde mudou rotinas e fez experiências inovadoras. No tempo em que permaneceu no cargo, tirou todas as grades protetoras do prédio que davam à escola o aspecto de prisão e chamou os pais de alunos à participação ativa na vida escolar dos filhos.  Resultado: reduziu praticamente a zero o número de furtos e diminuiu 75% da violência.

Agora, Marcelo atua na administração de conflitos escolares, mas não desistiu de seus projetos. Ao contrário, já apresentou alguns frutos de sua experiência no ensino de Jacareí. Tais experiências, já haviam inspirado “Antônio e Manu”, livro publicado em 2015, que tem como fundo o ambiente escolar.

Marcelo continua otimista quanto à juventude. Acha que a escola deveria oferecer noções de política e promover discussões críticas para consolidação da cidadania. “Não se trata introduzir a política partidária nas salas de aula, porém de incentivar uma participação ativa nos problemas que afligem a todos”, explica. Ele atribui o mundo caótico, como se mostra atualmente, a certo desestímulo dos alunos para com o modelo de escola que lhes é oferecido. 

“O aluno não deveria ser apenas o objeto, mas principalmente o sujeito na educação que lhe é oferecida; professor e aluno devem estar em constante aprendizado”, conclui Marcdelo.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

19 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Filhos Brilhantes

Assuntos como cerimonial, teatro, literatura, música, pintura terão sempre pessoas da terra como protagonistas, a grande maioria de Jacareí

 


E-mail do autor: bvelosomc@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: