Terça-feira, 21 de Novembro de 2017 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 20/10/2017 às 14h55
Pontos de ônibus


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Embora procedente a reclamação a respeito da lotação e dos tarados oportunistas, é forçoso reconhecer que o transporte coletivo também apresentou progressos ao longo das décadas. Prova disso é a evolução dos pontos de ônibus em Jacareí.

Os pontos primitivos eram constituídos por mourões de madeira pintados com as cores da cidade ou da empresa concessionária do serviço público de transporte urbano municipal de passageiros.

Anos após, aprimorou-se a informação: as estacas de madeira foram substituídas por postes finos de metal, com uma placa azul retangular, bem no alto, com um retângulo menor branco contendo o desenho preto da frente de um coletivo, abaixo escrito “ônibus”. Não devia ser fácil esperar em pé e exposto às intempéries a condução chegar, mas o bem-estar do consumidor era desconsiderado na época. Bastava saber que por ali passava o circular.

Surgiu o Código de Defesa do Consumidor e o serviço público teve de prestar mais atenção ao usuário do sistema de transportes. No meio da década passada, foram instalados em Jacareí os primeiros pontos com assentos. Na verdade, uma fileira de blocos com colunas de madeira sustentando uma telha de alumínio como abrigo.

No início desta década, a dinastia do proletariado, que era craque de propaganda, deu uma cara sua aos pontos. A estrutura passou a ser toda de metal, com assentos individuais, cobertura ampliada e fundo adesivado com os grandes feitos da administração municipal.

Em encontro informal com a promotoria, o primeiro morubixaba da dinastia aproveitou a ensancha para reclamar, com toda razão, dos depredadores de postes de luz, lixeiras e pontos de ônibus. Muitos infratores foram processados criminalmente, mas a situação demandou da municipalidade reforço na estrutura dos pontos de embarque e desembarque, notadamente nas regiões periféricas de Jacareí. Assim, o modelo atual dos pontos é imune a vandalismo. Ele é um todo de concreto armado, dos assentos à cobertura. É pintado de vermelho e parece bastante uma concha acústica, um monumento drástico à feiura. Mas funciona para os fins a que se destina.

Os pontos recentes coexistem com os antigos. Jacareí é uma aula viva de história.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 NOV
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: