Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 14/07/2017 às 13h55
A esperança ainda está viva

A Redação / Diário de Jacareí

“Estamos vivendo tempos de ajustes vivenciais extremos” foi a frase mais diferenciada que se ouviu de analistas políticos que em épocas como estas abundam pelos veículos de comunicação, falando sempre sobre o mesmo assunto. Pode não ser um prognóstico confiável, mas é um dos lampejos de esperança que ainda surtem algum efeito até mesmo por ser diferente.

Os tais ajustes vivenciais seriam uma espécie do ‘aqui se faz, aqui se paga’ para quem executa algum malfeito.

Ao observar com um pouco mais de atenção como reagem os líderes da política em Brasília, mediante as mais diversas situações de irregularidades que fariam qualquer um corar de vergonha, se passasse pela mesma situação, fica difícil de acreditar que tantos, durante tanto tempo envolveram-se em tantas maracutaias. Mais difícil, ainda, é acreditar que exatamente neste momento, apesar do esforço dos ‘homens de bem’ tudo vai melhorar.

O perigo reside em tudo isso provocar a mudança de parâmetros de honestidade, como já foi mudado o conceito de família, de religiosidade, de feminilidade e tantos outros. Basta ver a indiferença com que os acusados desprezam o entendimento popular e se debatem para reabraçar tudo de novo.

Pelo menos, os escândalos de Brasília serviram para uma passada geral em todos os níveis de governo. Em Jacareí já temos a nossa CPI, uma ameaça de cassação de mandato em curso na comissão de ética da Câmara Municipal e a punição de funcionário envolvido em falcatruas na Fundação Pró-Lar.

Paralelamente aos desmandos, temos desempenhos positivos em diversas áreas, como os mesatenistas Victor Yue, de 12 anos e Nataly Duarte, de 16, que conquistaram medalhas de ouro em competições e tantos outros jovens que ficaram até sem espaço no noticiário por causa do enfoque exagerado para os escândalos nossos de cada dia.

Citamos esses dois para que sem usar palavras às vezes não muito compreensíveis (‘como ajustes vivenciais extremos’, por exemplo) possamos nos convencer que Jacareí e o mundo ainda respiram de maneira sadia. Quase nos esquecíamos de que o futuro pertence a essa juventude que age e faz o que permitimos, até que consiga fazer o que sonha.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

17 AGO
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: