Domingo, 22 de Outubro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 04/08/2017 às 16h33
Candidatos a réus

A Redação / Diário de Jacareí

Ser candidato a prefeito no Brasil é ser candidato a réu, disse um da região em certa reunião do Codivap (Consórcio de desenvolvimento integrado do Vale do Paraíba e Litoral Norte), diante dos vários sintomas da crise econômica que já eram sentidos em 2015.

Ele se queixava da quantidade de ações por indícios improbidade administrativa que pipocavam pelo país contra políticos com mandato, muito embora poucos imaginassem ainda as dimensões dos escândalos de corrupção que logo passaram a explodir.

Hoje, preocupa mais é o número de escândalos que se sobrepõem e a reação dos acusados, cujos advogados e eles próprios pautam suas defesas por uma ‘verdade particular’ que muda segundo os interesses envolvidos: o que é ilegal, imoral ou errado para quem acusa, não tem a mesma interpretação para o acusado. E quando, eventualmente, alguém muda de lado, ou seja, o acusador passa a ser o acusado, em situação semelhante, a convicção do que é certo e do que é errado muda junto. Não precisamos exemplificar porque seria repetir o que se vê a cada dia no país, na região e na cidade a cada noticiário que retumba pelos órgãos de comunicação. 

Comentam os corretos que as leis e os mecanismos de fiscalização de seus atos são tão rigorosos e tão diversificadas as exigências que o detentor de cargo que pretenda realizar algo de maior vulto não tem tempo hábil para tirar a ideia do papel.

Claro que essa realidade não justifica a corrupção quando ela acontece, mas, uma necessária administração mais eficiente exige mudança nas regras do jogo político se houver um mínimo de intenção de salvar o país. E rápido.
Infelizmente é aqui o ponto: o ‘rápido’ não existe nesse mundo político.  Nada anda depressa nas ações administrativas. Todos os segmentos da sociedade deveriam neste momento estar discutindo o que precisa ser ‘rapidamente’ feito para salvar o país. De novo emperramos no inexistente ‘rápido’.

Resta-nos ficar assistindo ao espetáculo grotesco dos próprios acusados fazendo de tudo para mudar tudo para que eles ou seus iguais façam tudo novamente como se nada tivesse acontecido.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

22 OUT
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: