Sábado, 25 de Novembro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 05/02/2016 às 16h44
Dinheiro público

A redação / Diário de Jacareí

Tratar do tema Saúde de Jacareí é algo recorrente e sempre mexe com a população, principalmente, quando os responsáveis em proporcionar uma assistência pública de qualidade parecem não saber priorizar as demandas que necessitam do amparo financeiro, mesmo que os cofres públicos sejam abastecidos pelos impostos pagos pelos contribuintes.

A grande questão do momento está relacionada aos doentes com câncer, que já não contam com os mesmos recursos, pois no ano passado a Secretaria Municipal de Saúde repassou pouco mais de R$ 5,5 milhões ao Hospital São Francisco de Assis. O valor representa uma queda de 23% em relação aos R$ 7,2 milhões enviados em 2014. Por conta disso, os atendimentos são reduzidos. Por seu lado, a Prefeitura alega que ‘desde 2009, vem solicitando as instâncias competentes a revisão do teto financeiro do serviço de oncologia’.

O Hospital São Francisco é referência no setor de oncologia e atende municípios da microrregião de Jacareí e do Litoral Norte. O hospital acumula um déficit de cerca de R$ 30 milhões, entre outras coisas, devido a empréstimos bancários para suprir a defasagem da tabela do SUS.

Portanto, sem um apoio conjunto de todas as esferas de governo, os maiores prejudicados acabam sendo os doentes, por conta da falta de recursos.

É direito da pessoa acometida pelo câncer que tenha tratamento coberto pelo Município, Estado, União, bem como pelos Planos e Seguros de Saúde. Além do mais está na Constituição Federal que “a saúde é um direito de todos e dever do Estado”. Portanto, para combater a doença, é preciso a colaboração de todos.

Ainda na área da saúde pública, o Diário de Jacareí revela, em reportagem publicada nesta edição, um fato no mínimo intrigante: a Prefeitura diz ter ‘economizado’ R$ 700 mil por não ter realizado as festividades de Réveillon em 2015, e que os recursos teriam sido destinados para a Santa Casa de Misericórdia. Até aí, tudo bem, louvável a iniciativa. Mas, então como conseguiu gastar só pouco mais de R$ 60 mil com o mesmo evento em 2014?

Cabe aos responsáveis pela gestão e aplicação dos recursos públicos uma explicação.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (1)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Jeferson Neu   2 anos atrás
Pra quem acreditou na mentira de que o dinheiro das comemorações seria usado na saúde, a verdade está ai. Se eram R$700 mil, onde está o dinheiro? Antes se a festa de fim de ano tivesse sido realizada. Ainda bem que esse governo do Hamilton está no fim. Até nunca mais!
25 NOV
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: