Sábado, 21 de Outubro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 12/10/2017 às 19h42
Não basta ao 'marronzinho' ser cumpridor da lei

A Redação / Diário de Jacareí

A multa simbólica que a comerciante Miriam Caetano ‘aplicou’ a uma viatura de trânsito do Município de Jacareí esta semana, estacionada aparentemente de maneira irregular em um local sinalizado como exclusivo para ‘carga e descarga’ – inclusive com a respectiva faixa amarela –, vai além de qualquer resultado oficial da apuração de responsabilidades que a secretaria de mobilidade urbana realiza sobre o assunto: mostra que a população está fazendo valer suas atribuições como a verdadeira e única beneficiária do serviço público.

Há um honroso grupo de servidores que cumpre com responsabilidade a obrigação que deve à sociedade, mas é inegável que uma grande parcela entende que como funcionário detentor de um cargo público fica acima do chamado ‘cidadão comum’ no cumprimento dessas obrigações.

Felizmente, a revelação da monstruosa lambança a vigorar no país desde muito tem seu lado positivo. Lembra-nos que do presidente da república ao parente próximo de qualquer autoridade todos temos que responder por aquilo de que somos acusados; nem o folclórico “japonês da federal” escapou de ser exemplo.

Em Jacareí sofre-se nos horários de pico com o trânsito empastelado sem nenhum agente a orientá-lo.  Às vezes, vê-se um ou dois, porém, na maioria das vezes conversando alheios ao que se passa ao redor, quando não rolando a tela do celular. Uma simples volta à pé pela região central, supermercado ou shopping seria suficiente para flagrar carros estacionados irregularmente em vagas de idosos, portadores de deficiência ou vagas para carga e descarga fora do horário.

Os agentes envolvidos no caso em questão, afirmam que estavam em serviço, o que lhes permitiu parar ali. Então, que andem com um cartão no porta-luvas da viatura com dizeres: “em serviço”.  Basta afixá-lo no painel em caso da necessidade de estacionar em local improprio.

“Ao marronzinho, não basta ser cumpridor das leis de trânsito, tem de parecer cumpridor”,  assim como à mulher de Júlio César não basta ser honesta, tem de parecer honesta, como disse o imperador de Roma 62 anos antes de Cristo ao divorciar-se dela. Portanto, é tempo de colocarmos o provérbio em prática. Obrigado Miriam Caetano.

É a nossa opinião .

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 OUT
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: