Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 05/05/2017 às 10h45
O exercício correto do cargo
A Redação / Diário de Jacareí

Imagine uma juíza nas mãos de quem caiu para julgar um processo contra seu ex-marido. Seja qual for a sentença que ela aplique ao réu, sempre deixará dúvidas de que tenha agido com isenção. Em sentença contrária ao ex, dirão que se aproveitou para uma forra; se for branda, não faltarão insinuações sobre um recado de reconciliação ou coisa semelhante.

Obviamente, uma situação dessas não existe. Por questões éticas, o magistrado declare-se ‘impedido’ de julgar casos com motivos concretos ou subjetivos de suspeita quanto à imparcialidade. Apenas ilustramos aqui o contrário que assistimos diariamente.

Desnecessário citar o massacre à ética noticiado pela imprensa sobre irregularidades praticadas no poder federal voltadas a interesses particulares. Em Jacareí também temos situações que não primam pela coerência e merecem analises enquanto há tempo, pois os 100 dias de trabalhos legislativos iniciados em fevereiro completam-se na próxima quarta-feira (10).

Citemos, como exemplos, a vereadora Sônia Patas da Amizade (PSB), que cobrada por munícipes sobre cães soltos na rua, tenta, contrariada, convencê-los pela TV Câmara de que esse problema é da prefeitura, não dela. Como esperar esse entendimento do cidadão comum, se há vereadores que não veem tais diferenças e legislam sobre coisas que não lhes competem?

Veja o recente desarquivamento de um projeto de autoria de Paulinho dos Condutores (PR) que obriga a presença de um cobrador nos ônibus urbanos, além do motorista. Colocado em votação, foi aprovado por unanimidade apesar de haver parecer jurídico contrário, sem contar o fato de que a matéria, apresentada no início dessa legislatura, já havia sido arquivada e só voltou à pauta pelo empenho do parlamentar e de alguns colegas.

E mais: já foi dito neste jornal que Paulinho é integrante da Comissão de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo (COSPU) da Câmara Municipal que, entre outras coisas, analisa a relação da concessionária com o Município, e trabalha na empresa há anos. Sua opinião, favorável ou não ao sistema de transporte, sempre parecerá suspeita aos olhos da população.

Portanto, é mais que hora de aplicarem o auto impedimento e promoverem o exercício correto do cargo, como se espera do vereador. Antes que piore. A propósito: veja nesta edição as ‘bombas’ da administração passada que começam a estourar. Faltou, na época, a fiscalização correta que também compete ao cargo.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

12 DEZ
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: