Publicidade
Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 19/05/2017 às 15h11
Operação ‘Lava Jac’ na sesmaria de Antônio Afonso

A Redação / Diário de Jacareí

Ao decidir pela abertura de dois procedimentos contra o vereador Fernando da Ótica (PSC), a Câmara seguiu exemplo do Executivo na ‘arrumação da casa’. Um dos motivos foi o pronunciamento de Fernando, da tribuna, em que acusou os colegas de votarem ‘contra as famílias’ ao rejeitarem um projeto seu que concederia isenção de pagamento a idosos e portadores de necessidades especiais na Área Azul (veja matéria nesta edição). Fernando já pediu desculpas por isso.

O outro motivo foi pela denúncia do vereador Abner de Madureira (PR), que fora assessor de Fernando na legislatura passada, de que este teria ficado com 10% dos salários dele durante nove meses de contratação. Abner atuou no gabinete de Fernando de janeiro a setembro de 2013.

Há também a iniciativa da Câmara em instaurar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) em que serão apuradas supostas irregularidades cometidas na Fundação Pró-Lar em 2016. A Diretoria de Governança e Transparência, criada pela administração atual, teria apurado indícios de irregularidades em contratos de capina e limpeza de terrenos que ultrapassam R$ 1,2 milhão. Parece que só depois de constatarem os resultados da denúncia perante a população foi que os vereadores perceberam que esse tipo de iniciativa é uma das funções da Casa.

Para que provem efetivamente a que vieram e façam jus à alta renovação que o eleitor impôs à Câmara em 2016, é preciso que a Câmara consiga uma forma de blindar Jacareí de práticas como essas que, segundo se comenta, são comuns pelo Brasil a fora quando se contrata assessores comissionados e fornecedores. Basta tomar conhecimento das notícias que diariamente surgem denunciando escândalos nas administrações brasileiras.

Caso contrário, ficará a impressão de que as eventuais punições (que cassou vereador em 1999 por acusar seus pares de má conduta, e exonerou mês passado um funcionário municipal que ocupou cargo na Pró-Lar durante a administração passada) são movidas mais por vingança do que por defesa do interesse público.

Que vingue, então, o novo estilo de governar Jacareí que a população tanto espera. Se houver infâmia nos procedimentos de nossa ‘Lava Jac’ que seja apenas pelo trocadilho.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

20 SET
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: