Publicidade
Sexta-feira, 26 de Maio de 2017 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 18/05/2017 às 17h34
Prefeitura de Jacareí projeta economia de R$ 6,6 mi com revisão de contratos

A Redação / Diário de Jacareí
Arquivo/PMJ
Vista frontal do prédio da Prefeitura de Jacareí, região central

A Prefeitura de Jacareí deverá economizar pouco mais de R$ 6,6 milhões este ano - R$ 553 mil mensais - somente com a conclusão de uma primeira etapa na revisão de contratos de prestação de serviço com fornecedores, incluindo duas instituições públicas ligadas diretamente ao Governo Federal, a Caixa e os Correios. A informação deverá ser oficialmente apresentada no Boletim Oficial do Município, divulgado nesta sexta-feira (19).

De acordo com balanço dessa primeira etapa somente de contratos celebrados pela Secretaria de Finanças, sobre o qual o Diário de Jacareí teve acesso, a economia será de 45,28% sobre valores praticados por uma lista de 16 fornecedores (incluindo empresas públicas e privadas) em 31 de dezembro de 2016, último dia da gestão anterior. Mas esses números deverão ser ainda melhores com a revisão de outros contratos celebrados pelas demais pastas, incluindo as autarquias e fundações.

Somente com a Caixa Econômica Federal, responsável pelos serviços de cobrança bancária, a redução de valores de um contrato de 2016 para um novo acordo celebrado em 2017 atinge cerca de R$ 341mil. Já com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, o contrato anual de R$ 2,749 milhões não sofrerá qualquer reajuste.

Outra redução de despesas ocorrerá na renovação de contrato com a empresa responsável pelos serviços de atendimento aos munícipes por telefone (o Call Center), que cairá de R$ 2,255 milhões em 2016 para R$ 1,759 milhão em 2017, economia de R$ 496 mil no ano, que representam 22% nos valores pagos anteriormente pelo Município.

Na lista das empresas privadas que se mantêm como prestadoras de serviço em 2017, a atual administração renovou o contrato para licença de uso, manutenção de sistema informatizado de gestão e controle de arrecadação do ISSQN pelos valores praticados no ano passado, R$ 2,772 milhões (sem reajuste anual). No entanto, como espécie de ‘bônus’, receberá R$ 600 mil da empresa prestadora desses serviços em equipamentos, que passarão a ser de propriedade da Prefeitura de Jacareí.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (2)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Rafael   1 semana atrás
Excelente.Essa despesa com call center ainda esta elevada.Uma saída para cair muito ainda eh gradualmente divulgando e implementando duas novas ferramentas que substituiriam no longo prazo o uso de telefones. Whatsup(ou similar em caso de desuso do aplicativo) e a elaboração de um app próprio...
Rafael   1 semana atrás
da adm municipal, esse último sendo incentivado a ser a fonte primária de conexão com a adm. No longo prazo, o custo com telefonia tenderia a zero e o custo com internet banda larga... também.
26 MAI
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: