Sábado, 25 de Novembro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 10/11/2017 às 15h05
Vereador quer ser ouvido pelos demais

A Redação / Diário de Jacareí

“Grandes homens disseram-me que preferem bons ouvintes a bons faladores, mas a habilidade de ouvir parece mais rara do que qualquer outro modo de relacionamento”,  escreve um dos pioneiros do comportamento humano de resultados, Dale Carnegie, no livro ‘Como fazer amigos e influenciar pessoas’. O vereador Valmir do Parque Meia-Lua (PSDC) reclamou, dias atrás, quando foi à tribuna da Câmara, que a presidente deveria dizer aos colegas que ficassem em seus lugares enquanto ele falasse. Dos 15, quatro apenas estavam no plenário da Casa.

Valmir apresentou um Projeto determinando que o vereador, para ocupar a tribuna e discursar sobre temas livres, teria de ter permanecido no plenário durante esse mesmo período na sessão anterior. Embora o projeto tenha recebido parecer favorável da assessoria jurídica, não passou pelos três membros da Comissão de Constituição e Justiça; dois votaram contra: Paulinho dos Condutores (PR) e Luís Flávio (PT). A doutora Márcia (PV) não votou. O projeto foi arquivado.

Não contente, Valmir pediu o desarquivamento e vai tentar recolocar o projeto na Ordem do Dia. Ele tenta convencer os colegas que “os assuntos tratados na tribuna, nos temas livres, devem merecer o interesse de todos ali presentes” e trata-se até de um gesto de consideração por parte do plenário escutar o que é proposto ou divulgado.

Para o autor do projeto, o trabalho legislativo continua sendo fortemente pessoal e não comunitário como seria o correto. Hoje, o que se fala da tribuna sobre a comunidade soa secundário para a atividade legislativa, e cada vereador, que age assim, sente-se ‘dono’ de determinado problema que lhe foi apresentado ou detectou na comunidade. Desse modo, tenta resolvê-lo sozinho ‘sem a concorrência’ de outro membro da Casa.

Sigmund Freud é considerado um dos maiores ouvintes dos tempos modernos. Um de seus seguidores costumava dizer admirado: “você não imagina o que significava de bom ser ouvido daquela maneira".

Talvez, até por sobrevivência política, os demais vereadores deveriam rever a proposta de Valmir e observá-lo. Ele apresenta na tribuna ‘o que ouve’ na comunidade; Valmir tornou-se o vereador na ativa com maior número de mandatos – quatro e, em números absolutos, o mais votado da história de Jacareí.

É a nossa opinião.

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

25 NOV
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: