Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 11/10/2017 às 07h13
Vereadores recuam e não viajam ao DF com despesas pagas pela Câmara
A Redação / Diário de Jacareí
Divulgação/CMJ
Vereadores de Jacareí durante a sessão de Câmara do dia 4 de outubro

Os vereadores Abner de Madureira (PR), Arildo Batista (PT), Dr. Rodrigo Salomon (PSDB) e Paulinho dos Condutores (PR) decidiram não viajar para Brasília, conforme autorizado pelo plenário da Casa durante sessão de Câmara realizada no último dia 4. A viagem ocorreria nesta terça-feira (10), a convite do deputado federal Márcio Alvino (PR).

Na capital do País, os quatro vereadores informaram que participariam de reuniões em órgãos federais com a finalidade de pleitearem emendas parlamentares para as áreas de Infraestrutura e Saúde, bem como recuperar o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas) para a Santa Casa de Jacareí.

O requerimento que autorizava a viagem com todas as despesas pagas pelo Legislativo foi aprovado por nove votos, com os votos contrários de Márcia Santos (PV), Aderbal Sodré (PSDB) e Valmir do Parque Meia-Lua (PSDC), que ao ocupar a tribuna criticou a atitude dos colegas. “Esse dinheiro que a Câmara vai gastar deveria ser gasto na Santa Casa, arrumar o aparelho de Raios-X, que está quebrado. Eu tenho vergonha, tem vereador que só comparece na Câmara no dia da sessão; vereador ganha mais de R$ 10 mil por mês e pode pagar do próprio bolso!”, protestou.

MEMÓRIA DJ - O discurso de Valmir do Parque Meia-Lua, porém, se contradiz com o que ele mesmo praticou no passado. No dia 29 de setembro de 2009, Valmir e mais seis colegas da época (Diobel Fernandes, José Antero, Osvaldo Arouca, Pastor José Roberto, Itamar Alves e Dario Burro) aprovaram a constituição de uma Comissão Especial de Representação da Câmara, formada por eles mesmos, para viagem similar a Brasília no dia 29 de outubro daquele ano. O objetivo seria participar de uma reunião com representantes da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres – para tratar de questões relacionadas à cabine avançada de pedágio na Via Dutra que, anos depois, nunca saiu do lugar.

O fato de então chegou à Justiça. No dia 28 de outubro (véspera da reunião em Brasília), durante um plantão judiciário em São José dos Campos, o juiz Marcos Alexandre Pagan atendeu a um mandado de segurança com pedido de liminar impetrado por seis vereadores contrários a viagem (Adriano da Ótica, Alex da Fanuel, Didi Guedes, Laudelino Amorin, Rose Gaspar e Marino Faria). Em seu despacho, Pagan suspendeu a portaria assinada pelo então presidente da Casa, Diobel Fernandes, e ainda determinou a devolução de R$ 3.474,03 depositados pela Câmara na conta corrente de cada um dos sete parlamentares para despesas com passagens aéreas, entre eles o próprio Valmir do Parque Meia-Lua. Mesmo assim, a viagem ocorreu com despesas pagas por cada parlamentar.

Procurado pelo Diário de Jacareí para comentar o assunto, Valmir disse que não se recordava inteiramente do fato de 2009, mas admitiu que ‘foi um erro do passado’.  Sobre as críticas recentes aos colegas, o vereador afirmou que sua intenção foi evitar que o mesmo erro fosse cometido pela atual legislatura. 

Publicidade
Compartilhe

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

18 DEZ
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: