Quinta-feira, 19 de Julho de 2018 | você está em »principal»Notícias»Geral
Publicado em 01/03/2018 às 15h25
CSP-Conlutas vence eleição do Sindicato dos Metalúrgicos de São José e Região
A Redação / Assessoria de imprensa
Tanda Melo/Sindmetal
Tanda Melo/Sindmetal
O sindicalista Weller Gonçalves (ao centro) comemora o resultado da eleição

A Chapa 1, da CSP-Conlutas, venceu a eleição para a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, com 65% dos votos válidos. Com a vitória, assume a presidência o trabalhador da JC Hitachi e atual diretor do Sindicato, Weller Gonçalves, de 31 anos. A Chapa 2, ligada à CUT e encabeçada por Eder Andrade, teve 35%  dos votos válidos.

A apuração aconteceu na manhã desta quinta-feira (1º), e foi acompanhada por fiscais e mesários das duas chapas. Trabalhadores e ativistas também compareceram ao local de apuração.

Foram registrados 7.063 votos válidos, sendo 4.590 para a Chapa 1 e 2.473 para a Chapa 2. Também foram computados 109 votos brancos e 131 nulos. A votação aconteceu na terça e quarta-feira (dias 27 e 28), em fábricas e no Sindicato (sede e subsedes).

Na Hitachi, onde trabalha o presidente eleito, a Chapa 1 obteve 97% dos votos na fábrica.

“A vitória da CSP-Conlutas reflete o apoio da categoria à nossa luta por direitos e empregos. O ano de 2018 será de grandes desafios para toda a classe trabalhadora, que está sendo alvo constante de ataques por parte de patrões e do governo. Vamos honrar nossa tradição de luta e resistência que fez deste Sindicato um dos mais combativos do país”, afirma Weller Gonçalves.

ATUAÇÃO - O Sindicato é filiado à CSP-Conlutas desde 2004 e representa cerca de 40 mil trabalhadores de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá. Deste total, cerca de 15 mil são sindicalizados (10 mil da ativa e cerca de 5 mil aposentados). Somente os metalúrgicos sindicalizados têm direito a votar.
A região de abrangência do Sindicato possui cerca de 1.200 fábricas metalúrgicas. Entre elas estão Embraer, General Motors, Chery, Avibras e Gerdau.

TRANSIÇÃO - Hoje, o Sindicato é presidido por Antônio Ferreira de Barros, o Macapá, trabalhador da GM e  que agora assumirá como secretário-geral. A posse da nova diretoria está prevista para o dia 23 de maio.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (2)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Rafael   5 mêses atrás
A reforma trabalhista deveria ter reduzido drasticamente o escopo sindical, reduzindo a atuacao assistencial burocratica(rescisoes) ou beneficios (convenios medicos, etc).Sua atuacao como "representante de classe" eh desnessaria, arcaica e contraproducente.Quem quer trabalhar,nao se comuna com eles
Adriano Noronha   5 mêses atrás
Acho que os funcionários não estão enxergando o que esta acontecendo aqui na nossa região com esse sindicado a frente, só estamos perdendo investimentos e empregos, será que os trabalhadores acham que o sindicado vai sustentar eles na hora que as empresas começarem a demitir.
19 JUL
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: