Quinta-feira, 19 de Julho de 2018 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 19/01/2018 às 15h03
Epidemia da desinformação
A Redação / Diário de Jacareí

Pior que uma epidemia de febre amarela, cuja expectativa já é um pesadelo para a população, enfrentamos há algum tempo “epidemias” de igual intensidade, tão nefastas quanto a Febre Amarela, Zica, Chikungunya e Dengue juntas: a epidemia da desinformação causada pelo excesso de má informação, quase sempre confusa, que está acabando com nossa fragilizada qualidade de vida.

Estatísticas mostram que o indivíduo mediano recebe cerca de 50 notícias diariamente, por vários meios de comunicação, a maioria via internet. Destes, 5% se preocupam em checar a veracidade ou simplesmente não repassar a outros.

Poucos dias atrás, por exemplo, informava-se que só seria vacinada contra Febre Amarela a população de risco habitante das proximidades de parques ou regiões florestais. Quando as mortes começaram a mostrar um perigo bem maior que o calculado, houve corrida que pegou os pontos de vacinação desprevenidos.

Agora, o governo anuncia que todo o Estado será vacinado (8 milhões de pessoas) a partir do dia 25 (26 na Capital) data que antecipa por duas vezes previsões anteriores.

Esta semana, São José dos Campos com atendimento no limite das doses ‘invadiu’ a vacinação de Jacareí e abaixou significativamente o estoque disponível na cidade. Para enfrentar, postos jacareienses passaram a exigir comprovantes de endereços dos usuários, o que não ajuda muito por causa da subjetividade da prova (o comprovante quase sempre não registra nomes dos atendidos ali presentes). Tudo isso demonstra outra ‘epidemia’: não temos familiaridade com a necessária organização, o que gera danos consideráveis a nossa qualidade de vida.

Assim, de epidemia em epidemia comportamentais, deixamos de lado epidemias clássicas que não leem estatísticas, nem redes sociais e são especialistas no que fazem: derrubam a vítima.

Mais perigoso que os ‘fakes’ da internet, vivemos o desconhecimento lamentável de quem se aliena pelas redes sociais quanto aos perigos de doenças como Dengue, Zika, Chicungunya, Febre Amarela... com seus transmissores de nomes já populares, os mosquitos Aedes Aegypti, e o Haemagogus, da Febre Amarela.

Na quarta-feira (18) teve o primeiro caso de Malária, transmitida pelo Anopheles Gambiae, que vem juntar-se aos outros vilões; já deu formação de quadrilha. O que, infelizmente, não mais nos surpreende.

É a nossa opinião.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

19 JUL
Publicidade
Notícias

Blogs
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: